13 agosto 2016

I MADE IT



Um mês, passa agora um mês desde a última vez que vos escrevi porém , e para ser justa, uma vez que o último post foi escrito num momento efusivo, de celebração e não conta realmente como um post dos quais por aqui têm passado, foram sensivelmente  quatro meses e meio de estagnação aqui no blog. Valores maiores se elevaram, compromissos de importância mais que máxima, falta de tempo, muitas horas de estudo, trabalho, cansaço, ausência de criatividade, exaustão, sono, muito sono, estudo, muito estudo, algum desânimo e estudo, trabalho, será que já vos disse estudo, trabalho e cansaço?! Pois é meus amigos, os últimos meses representaram uma etapa crucial na minha vida, no meu futuro e por muito carinho e paixão que eu tenha pela escrita e mais precisamente aqui pelo blog, foi-me necessário tomar opções, fazer escolhas e abrir mão de algumas coisas.
Até ao fim de Junho a minha escrita e pensamento passavam mais pelas duas Grandes Guerras, o Estado Novo, a Comunidade Europeia, os Domínios Senhoriais invés das novas coleções e das grandes oportunidades dos saldos, passando também os meus cálculos pelos Métodos de Hamilton, de Hondt, de Borda, pelas Probabilidades, Inferência Estatística, Grafos invés do número de visualizações do blog no dia de Natal. A minha vida não foi propriamente a coisa mais interessante da Via Láctea, e a minha vontade de me dedicar ao blog, por muito que me custe admitir, foi nula. Não sou a única trabalhadora-estudante do universo, não sou a primeira e não serei com certeza a última pessoa do mundo a preparar dois exames do zero, duas disciplinas nunca lecionadas, em apenas 10 meses, porém não me foi possível conjugar, além do meu trabalho, o blog com toda a loucura que foi o a minha vida nos últimos meses. Mas descobri uma coisa, quando desejamos muito algo e lutamos arduamente para o conquistar, mesmo ouvindo múltiplos comentários de que não seremos capazes (esses tornaram-me ainda mais forte, deram-me ainda mais ânimo, por isso, obrigadinha), focamo-nos na nossa meta, movemos montanhas, fazemos das tripas coração e somos capazes de escalar essa montanha e do topo gritar aos céus 'EU CONSEGUI!'.

É assim, precisamente um mês após a publicação desde artigo, ainda a transbordar de alegria, orgulho e sensação de dever cumprido, que partilho convosco a imagem da minha pessoa no Jornal de Notícias:


E sim, os exames foram há já dois meses, mas depois tive aqueles dias de ansiedade enquanto aguardava os resultados dos exames, os resultados de meses de trabalho árduo, fazer a candidatura (e agora bater com a cabeça nas paredes enquanto não saem as colocações) e tenho tentado pôr as horas de sono em ordem. Tenho assim, desde a última vez que vos escrevi verdadeiramente, mais um ano (sweet 19!), e menos um dente (bye bye siso) e um bocadinho menos de olheiras!! Agora é esperar pelo início de uma nova fase na minha vida mas, como me diz o meu Pai,
  o caminho está mais curto, mas não mais fácil!

Bem, enquanto escrevi este post, o Michael Phelps deve ter ganho para aí mais 10 medalhas de ouro e a Única Mulher deve ter estreado a vigésima temporada! Vou mas é ver a nova coleção da Zara! E em breve falamos!

I MADE IT!





4 comentários: